2000 Waimiri-Atroari Desaparecidos Durante a Ditadura Militar

Que vivam os Povos Indígenas! Que vivam Bem!

sábado, 20 de abril de 2013

Biblioteca da Casa da Cultura do Urubuí


Primeira biblioteca aberta ao público no município de Presidente Figueiredo, a biblioteca da Casa da Cultura do Urubuí – CACUÍ – está sendo reorganizada.


Até o ano de 1992 a população do município não contava com nenhuma biblioteca aberta ao público. Naquele ano foi concluída a construção da CACUÍ e a família Schwade, a partir de seu acervo pessoal e de doação de amigos, começou a montar e abril ao público uma pequena biblioteca. A ideia inicial era disponibilizar material que colaborasse para o entendimento e a reflexões de temas relevantes ao município como a questão indígena, meio ambiente, agroecologia e movimentos populares na Amazônia. Porém, como os estudantes das escolas de ensino médio e fundamental do município não tinham material para suas pesquisas escolares e eram os que mais careciam e consultavam a biblioteca, optou-se por montar um acervo mais de livros didáticos.
Com a política do governo federal de investimentos em bibliotecas nas escolas públicas que aconteceu especialmente a partir do governo Lula, a biblioteca da CACUÍ passou a ser menos utilizada. Nos últimos anos foram-se agregando a biblioteca diversos livros relativos principalmente aos temas Indígenas, Agroecologia, Questões Amazônicas, História e Lutas Populares no Brasil, entre outros, como era a ideia inicial. Porém, por falta de tempo para uma dedicação sistemática para reorganização e atendimento ao público por parte da família Schwade, que sempre prestou este serviço de forma voluntária e gratuita, a biblioteca passou a ter pouca funcionalidade.
Nos últimos meses, no entanto, a biblioteca ganhou um novo gás com a colaboração do casal Manuel Diogene C. Batista e Angelina de Souza Teixeira e especialmente de sua filha Jelena Teixeira Batista. Com isso espera-se que ela ganhe nova importância para a população do município.
De início a biblioteca passa a ficar aberta e com atendimento regular todos os sábados a partir de 08:30 horas da manhã. Como assinalado anteriormente, a biblioteca conta com um importante acervo, entorno de 2000 (dois mil) livros, que versam principalmente sobre a Questão Indígena, Agroecologia, Amazônia, História e Lutas Populares no Brasil, Ciências e Literatura.
Fica, portanto, o convite para quem se interessar pela leitura destes temas ou necessitar fazer pesquisas. A consulta continua sendo gratuita.

2 comentários:

  1. Irei visitá-la em breve !

    ResponderExcluir
  2. Com certeza passarei por ai, amo uma boa leitura, mas quando estará funcionando?

    ResponderExcluir