2000 Waimiri-Atroari Desaparecidos Durante a Ditadura Militar

Que vivam os Povos Indígenas! Que vivam Bem!

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Núcleo da UEA "Doroti Alice Müller Schwade" em Presidente Figueiredo



Por Dep. José Ricardo Wendling

Foi inaugurada nesta sexta-feira o Núcleo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), denominado “Doroti Alice Müller Schwade”. Uma homenagem à conhecida indigenista, pesquisadora, agroecologista, militante socioambiental e dos direitos humanos, que viveu parte de sua vida nessa cidade e morreu no dia 3 de dezembro de 2010.

A homenagem é de autoria do deputado José Ricardo, por meio de sugestão da própria comunidade de Presidente Figueiredo. Em 2011, ele apresentou Projeto de Lei decretando a nomeação do prédio como "Doroti Alice Müller Schwade". A proposta foi aprovada pela Assembleia Legislativa, sancionada pelo governador e hoje é lei estadual.

Doroti foi uma das grandes construtoras de conhecimento para a sustentabilidade da Amazônia. “Desde a adolescência, propôs a dedicar-se aos mais necessitados, tendo sido ferrenha defensora da ética na política e dos direitos humanos”, declarou o parlamentar, ressaltando que ela ainda participou da criação do Partido dos Trabalhadores (PT) em Figueiredo, como também do Conselho Tutelar e da Casa da Cultura do Urubuí (Cacuí), projeto com o objetivo de abrigar e disponibilizar arquivo de etno-história da região.

Nascida no dia 8 de maio de 1948, na cidade de Blumenau (SC), Doroti foi coordenadora pelo Acre do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) da Amazônia Ocidental e também professora da Escola Estadual Maria Calderaro, já em Presidente Figueiredo, como ainda presidente da Associação de Pais e Mestres da Escola Municipal Engº Nelson Dorneles. Pelos cursos, palestras e, principalmente, pelo exemplo de vida, Doroti tornou-se referência na conscientização para a necessidade de construção de uma sociedade mais justa e fraterna. “Por tudo que ela representou, é mais do que justa a homenagema a essa militante, essa mulher e essa mãe que atuou pela justiça social, pelos indígenas, pelos ribeirinhos e pelos trabalhadores”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário